Escolha uma Página

MANDIOCA

A mandioca, também conhecida como aipim ou macaxeira, é um vegetal originário do continente americano, pertencente à família das Euforbiáceas. Foi cultivada por várias nações indígenas da América Latina e é exportada para a África, onde em muitos casos é a base da dieta alimentar. De acordo com a presença de ácido cianídrico, a mandioca se divide em mandioca-doce e mandioca-brava. Varia também quanto às cores, folhas, caules, raízes e formas. No Brasil, a raiz da mandioca é utilizada na preparação de farinhas, como a farinha de mandioca e tapioca, além de receitas típicas da Amazônia como o tacacá e o molho tucupí. Outro tipo de farinha feita com a mandioca é o polvilho, doce ou azedo, usado na preparação de diversas comidas típicas, como o pão de queijo. Já as folhas da mandioca são utilizadas apenas na Região Norte. A mandioca é pobre em proteínas, contém quantidades razoáveis de vitaminas do complexo B e sais minerais como cálcio, fósforo, ferro. Por ser um alimento energético pode substituir outras massas. Quando fresca, o período de conservação da mandioca é de dois dias. Quando já descascada e colocada em vasilha com água o tempo de conservação é maior. O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de mandioca, com produção de 23 milhões de toneladas de raízes frescas. No Nordeste, a mandioca é conhecida como macaxeira; no Sul, como aipim. Possui ainda outros nomes: maniva, pão-de-pobre, macamba, uaipi, pau-de-farinha. O período de safra vai de janeiro a julho.