Escolha uma Página

MANDIOQUINHA

Da mesma família da cenoura, da salsa, do coentro, do anis, do aipo e do funcho, a mandioquinha se espalhou pelo Brasil e se adaptou muito bem às areas de grande altitude onde as temperaturas são mais amenas, como Minas Gerais, Santa Catarina, Espírito Santo, São Paulo e Paraná – sendo este o maior produtor atualmente. Além da niacina, a mandioquinha, segundo os pesquisadores da Embrapa Hortaliça, contém níveis razoáveis de vitamina A e também é uma fonte importante de energia devido ao seu teor de carboidrato (quase 19 g em 100 g de mandioquinha cozida). Além disso, graças a fácil digestabilidade de seu amido, essa raiz é bastante recomendada para crianças, idosos e pessoas em recuperação de alguma doença ou cirurgia. Além do fósforo, do carboidrato e do manganês, em 100 g de mandioquinha cozida você encontra 80 calorias, 0,9 g de proteína e 1,8 g de fibras.